Lifestyle

Homem Almar – Apresentação de um Mundo Interno para um Mundo Externo

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

 

Sábado, dia 19/05 de 2018 foi o dia de apresentação do Blog para o Mundo. A vontade de compartilhar esses saberes nasceu há aproximadamente dois anos atrás e muito amadurecimento pessoal foi necessário até que o sonho pudesse sair do seu espaço onírico e vir para o mundo real.

Há uma ambição pessoal por trás disso? Por enquanto seria o de experimentar um novo aspecto na minha identidade, o de ser escritora. Mesmo tendo escrito e publicado uma dissertação ou alguns trabalhos científicos eu não me sentia uma escritora… é como se o alcance dessas publicações fosse muito limitado, assim como a forma da escrita científica. Na minha mente, ser escritora é permitir que a sua voz traga aspectos de uma visão de mundo que pode tocar outras pessoas. Um bom escritor é um escritor que provoca experiências numa intensidade mínima que seduz seu público. Quem sabe um dia minha voz, autêntica e envolvida num manto de incertezas, possa tocar alguns corações?

Não sei o alcance, onde vai me levar nem quando pode me levar em algum lugar, mas o assunto pareceu envolver as pessoas que estavam alí para me ouvir (pelo menos ninguém foi embora antes de eu terminar a minha fala rs). No começo, todos um pouco dispersos, mas logo passamos a um estado de atenção e concentração que permitiu uma conexão. As pessoas pararam por um período para observar a conexão delas com elas mesmas e puderam perceber como é desafiador estar presente na experiência do momento nos dias de hoje.

Para mim, mais do que um “olá mundo”, foi um movimento cheio de medos e incertezas. Estou aqui me expondo, querendo sair do lugar de psicóloga e ir para o lugar de alguém que pensa e quer falar, esperando os ouvidos e corações que estão abertos a me permitir chegar com meu jeito de ser e ver o mundo.

O mais legal é que todo esse movimento não seria possível sem a minha conexão com algumas pessoas. Comecei a falar do projeto para as pessoas justamente para me obrigar a fazer o “bebê nascer” e, ao expor para a querida Camila e o pessoal da escola PF Surf School, veio o convite para palestrar sobre o projeto no Workshop (Quando nos falamos pelo telefone a minha mente pensou algo mais ou menos assim: Meu Deus! Como assim? Não sei se eu estou pronta! Claro que estou… só nao sei se estou pronta pra me comprometer… mas sim, é claro que sim! claro que quero falar disso para as pessoas!). Foram quase dois meses me organizando internamente para seguir em frente com tudo e confesso que a maior parte desse tempo foi usado para fugir do projeto. Sim, medo. Sou psicóloga e tenho consciência dos meus medos, preguiças e inseguranças. Nas duas ultimas semanas parecia que um grupo de queridas pessoas tinham se reunido especialmente para me cobrar. “Não estou vendo nada sobre o projeto! como estão as coisas? Quero ver mais. Como é mesmo? Me explica, fala mais!”. Daí tomei a iniciativa de colocar o site no ar para que as pessoas do evento pudessem acessar e isso só foi possível graças a duas pessoas incríveis: meu irmão Ivo e meu amigo Marcos.

Então a todos que se conectaram comigo, com o meu campo, e me cobraram… só tenho a agradecer.

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply